Wednesday, June 17, 2009

Rolando Lero


"Fiquem absolutamente tranquilos quanto a uma coisa: faremos tudo o que for necessário para a moralidade e o bem do Senado."
José Sarney, presidente do Senado, generoso pai de família, ao dizer que os escândalos só apareceram porque ele resolveu investigar...
500 atos secretos foram produzidos pela Casa, incluindo os que nomeavam um neto,duas sobrinhas, uma prima (morando na Espanha) e uma sobrinha do genro de Sarney a cargos no Senado.
Operação Mãos Limpas já!

E quem aparece para defender o oligarca?

17/06/2009 - 10h49
Lula defende José Sarney e diz que denúncias não têm fim
da Agência Brasil, no Cazaquistão
da Folha Online

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta quarta-feira (17) a sequência de denúncias no Senado e saiu em defesa do presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), que discursou ontem no plenário do Congresso Nacional.
"Não li a reportagem do presidente Sarney, mas penso que ele tem história no Brasil suficiente para que não seja tratado como se fosse uma pessoa comum", disse. "Elas [denúncias] não têm fim e depois não acontece nada."

3 comments:

Frodo Balseiro said...

Esses Sinhozinhos do nordeste, já foram além da conta.
Quando não é Sarney (o da biografia a ser preservada), é Renan (o pai do filho da gestante, e seus laranjas).
O Bananão, "enquanto país", deve ter feito alguma coisa muito ruim na outra encarnação para ter políticos tão desprezíveis!

bete said...

Eu sou sincera em dizer que não desejo a morte de ninguém, mas que quando essa veiarada for embora pro andar de cima a coisa aqui pode melhorar, lá isso pode viu...

Everardo Ferreira said...

FRODO BALSEIRO, o "sinhorzino" do nordeste é igualzinho ao finado da Bahia (ACM), ao Agripinno Maia, ao Tasso Jereisati, etc., mas muito diferente do Lula, do Miguel Arraes, do José Américo de Almeida e muitos outros. O seu preconceito revela a sua desinformação. Não se imputa ao local de nascimento o caráter das pessoas. Leia um pouquinho mais do que placa de ônibus!