Friday, September 18, 2009

Os imperdoáveis do PT


Este post aqui eu copiei do Reinaldo Azevedo na cara de pau mesmo, integralmente, porque merece ser lido e relido:

Na noite de ontem, o Diretório Nacional do PT decidiu punir os deputados federais Luiz Bassuma (BA) e Henrique Afonso (AC). Por unanimidade, ambos tiveram seus direitos políticos suspensos por um ano e 90 dias, respectivamente. Não poderão votar nem ser votados nas instâncias partidárias ou discursar em nome do partido. É possível que Bassuma, nessas condições, não consiga nem mesmo se candidatar à reeleição. Uau! Será que este partido está, finalmente, se emendando? Afinal, o que ambos fizeram? Abaixo, segue um diálogo imaginário com um leitor otimista. Ele pergunta (em negrito) e eu respondo.

— Será, Reinaldo, que eles foram pegar dinheiro de Marcos Valério no Banco Rural?
— Besteira! Isso é permitido. Não dá punição.

— Então usaram recursos “não contabilizados” de campanha. Acertei?
— Bobagem! Isso é do jogo. Como você sabe, a campanha de Lula foi paga em moeda estrangeira, no exterior, com dinheiro de origem desconhecida.

— Já sei! Então integraram algum grupo de aloprados para fazer um dossiê falso contra adversários! Na mosca?
— Claro que não! Integrar grupo de aloprados é coisa tão importante, que todos aqueles que participaram daquela aventura eram do entorno do próprio presidente Lula. É coisa para gente graduada.

— Ah, então vamos ver: usaram, sei lá, a estrutura de um ministério, da Casa Civil por exemplo, para fazer outro dossiê contra adversários do governo.
— Errado! Quem faz isso acaba sendo considerado candidato natural à Presidência da República. Isso rende promoção no PT, jamais punição.

— Ah, então vai ver eles violaram o sigilo bancário de um caseiro. Coisa feia!
— Tolice. Isso não tem importância. Quem dá bola para caseiro?

Que diabo, então, fizeram esses dois para que toda a cúpula petista, sem exceção, decidisse ser tão severa? Bem, eles resolveram tornar pública a sua posição contrária à descriminação do aborto. Vocês entenderam direito e não precisam ler de novo. Alguns pecadilhos, no PT, como os listados acima, não têm grande importância. Mas defender o direito de um feto à vida, a depender de como seja feito, é incompatível com a ética petista. Eu já desconfiava que fosse assim. De fato, não sei o que ambos fazem no PT sendo o partido tão escancaradamente favorável à descriminação do aborto.
Como a gente nota, no PT, os que cometeram todos aqueles crimes, merecem uma segunda chance. Mas o feto não merece a única chance que tem. É a forma que a esquerda tem de ser humanista, de ser progressista. A direção recomendou ainda que Afonso não seja reconduzido à Comissão de Seguridade Social e da Família na Câmara dos Deputados. Só pode pertencer a uma comissão de família quem é favorável à morte dos fetos, entenderam?
É o PT aplicando o seu Código de Ética. Ele comporta, por exemplo, Ideli SaLvatti a defender Sarney com todos os “esses” e “erres”, mas não parlamentares que participam de uma marcha contra o aborto. Vejam que engaçado: a tal manifestação, sabe-se, teve o apoio de uma ONG que conseguiu dinheiro público para a sua realização etc — vocês conhecem aquela rotina típica de petistas e ONGs. Pô, aí já é demais, não é? Dinheiro público bem utilizado é aquele que financia marchas em defesa do aborto.
Um dia essa gente há de encontrar o lugar certo na história. Que seja logo!

12 comments:

Jurema Cappelletti said...

Fernando, gosto muito dos artigos de Reinaldo de Azevedo. Mas a reação dele aos comentários contrários ao que escreve são pouco elegantes. Isso me passa a idéia de arrogância, autoritarismo ou insegurança. Pior se for tudo isso junto.

Hoje mesmo cheguei a pensar em retirar o blog dele da lista dos que acompanho, mas não resisti, porque perderia seus textos tão bons.

Sandra Leite said...

"vocês conhecem aquela rotina típica de petistas e ONGs".


Eu conheço bem a rotina das ONGs. Na realidade, conheço bem, trabalho há 8 anos em uma delas.

E você conhece a rotina de quem escreve na VEJA?

Sandra Leite said...

Fui grosseira ao geralizar, me sinto mal ao fazer isso. Ele não. Eu ando numa calçada que ele jamais pisará : respeito

Fernando Sampaio said...

Sandra, ele se refere à promiscuidade entre as finanças do governo, do Partido e das ONG's controladas por petistas...
Espero que a sua não seja assim.

Sandra Leite said...

Eu não me interesso por ele.

Respondendo a você, Fernando, não se trata de ONG controlada por partido algum, felizmente: seja PT, seja DEM.

Mas você que gosta dele já pensou quem é que o controla? Quem é que o pauta? Quem são as fontes?

Pensa e bate na mesa três vezes.

Fernando Sampaio said...

Sandra, eu gosto do Reinaldo, apesar da arrogância, exatamente porque não acredito que ele seja pautado por ninguém (nem pelo PSDB, nem pela CIA, nem pela Opus Dei).
Ele comenta notícias de todos os jornais e revistas, e raciocina de um jeito que coincide com o meu. Detestamos os métodos petistas por considerarmos que eles são um desserviço à democracia.
Quanto às ONGs não tenho nada contra, desde que não sirvam para lavar o dinheiro público e enriquecer um punhado de espertos.

Sandra Leite said...

eu adoro você tá? ;)

bjo

Everardo said...

Sandra, o "fogo amigo" serve também para refletirmos sobre as contradições decorrentes do radicalismo. O Reinaldo é um radical, que sonha em governo unitário, autoritário, militar. Quando critica congressitas ou integrantes do governo não visa as pessoas que cita, mas as instituições que representam, que ele abomina.

Fernando Sampaio said...

Everardo, não fale besteira. Mostre para a gente por favor um só texto escrito pelo Reinaldo onde ele defenda um governo autoritário e militar, ou onde ele abomine as instituições democráticas. O que você disse é absurdo.

Everardo said...

Aí está, Fernado, um extrato do blog do democratico Reinaldo:
"Urna não é tribunal. Não absolve ninguém. E não custa lembrar: Nixon teve de renunciar ao segundo mandato por causa de uma besteira feita no primeiro. Foi eleito pelo povo. Foi deposto pelas instituições.(...). Se reeleito, Lula que se cuide. A luta continua". (antes da eleição de Lula ao segundo mandato.
:

Fernando Sampaio said...

Isso é o que você conseguiu Everardo? O homem escreve uns cinquenta posts por dia e é isso que você achou?
E me diga o que há de autoritário ou militar aí? Defender punição para os escândalos em que o PT se meteu no primeiro mandato, tipo mensalão, dossiê de aloprados, vampiros?
Os petistas estavam certos em acreditar que a popularidade de Lula o isentaria de qualquer culpa, graças a energúmenos como você que acham mesmo que urna é tribunal (como os Chavistas acham).
Felizmente há jornalistas como o Reinaldo que mesmo assim insistem em denunciar os desmandos desses aloprados. É disso que ele fala quando diz a luta continua. Popularidade e voto não é desculpa nenhuma para corrupção, isso em qualquer democracia civilizada. Se você pensa o contrário, quem está do lado do autoritarismo é você.

Lelec said...

O tio Rei reincidentemente incorre no mesmo erro que imputa aos "petralhas": a desonestidade intelectual.

Afinal, a generalização é a mãe de todas as injustiças. Ele recorrentemente generaliza, umas duzentas vezes por dia. Ele é incapaz de assumir que existam pessoas comprometidas com ideais nobres e democráticos na esquerda brasileira. No discurso arrogante e truculento dele, todos viram "abortistas", "neo-humanistas" e por aí vai.

Essa generalização sobre as ONGs é apenas mais uma do tio Rei. Só que dessa vez acertou alguém que apreciamos, a Sandrinha.

Tive o privilégio de conhecê-la na minha última ida a SP. Se o tio Rei conversasse com gente como ela, se interessasse em saber como é o trabalho dela, ele pensaria duas vezes antes de escrever essas besteiras. Ou não pensaria e continuaria atropelando a honestidade intelectual, dizendo aos leitores que todos da esquerda, das ONGS e dos sindicatos são bandidos.

O tio Rei pode não ser pautado pelo Mossad, pela CIA ou pelo PSDB.

Ele é pautado pela sua vigarice e pelo seu jeito brucutu.