Wednesday, August 05, 2009

Ódio, num cinema perto de você


Imad Aqel é o título do primeiro filme feito pelo Hamas, que estreou esta semana na Faixa de Gaza. Imad Aqel era um terrorista do grupo envolvido em ataques a soldados e colonos judeus no início da década de 90. Matou 13 pessoas. Morreu em um ataque do Exército israelense com 22 anos.
O filme, escrito por um dos líderes do Hamas, faz dele um herói dos palestinos oprimidos.
O Hamas quer inscrevê-lo no Festival de Cannes, e do jeito que a turma lá é gente boa e consciente e gosta de premiar antas como Michael Moore, é bem capaz de ser aceito e bem capaz ainda de ser premiado.
Fosse um filme israelense mostrando como o Hamas doutrina crianças pregando o ódio aos judeus, como o Hamas recruta jovens para o suicídio, como o Hamas usa famílias inteiras de escudo humano para proteger suas armas, aí seria denunciado como preconceituoso.
A frase mais aplaudida do filme em Gaza: "Matar soldados israelenses é adorar a Deus".

1 comment:

Pitango said...

O pior é que é bem isso... é capaz de mta gente 'apoiar' o filme sem pensar em quem fez, assim como se esquece o que o Hamas prega.