Monday, May 08, 2006

Memoirs of a Gueisha


Fui assistir Memoirs of a Gueisha de Rob Marshal. Como sou completamente leigo no intrincado mundo das tradições e da cultura japonesa, para mim o filme é esplendoroso, com uma fotografia fantástica, mesmo apesar do final de novela, o que não poderia deixar de faltar numa estória tirada de um best-seller.
O filme nos fala de um mundo que oscila entre a beleza e a crueldade. Beleza que tem o ponto alto na dança de apresentação de Sayuri, e crueldade pela servidão involuntária, e pela feroz competição desse mundo feminino. Crueldade de mulheres transformadas em obras de arte mas que são prisioneiras de seu destino. Algo difícil de entender para as mentes ocidentais.
Pessoalmente acredito que se as mulheres modernas juntassem a busca pela perfeição das gueixas com a emancipação ocidental, atingiriam um grau de poder que certamente as fariam donas do mundo.
O filme não foi bem recebido no Japão, que discordam da visão apresentada no filme sobre as gueixas. Levando em conta que as atrizes principais são chinesas, eu acho que eles devem é estar com ciúmes. Se querem um bom filme sobre gueixas eles deveriam fazer um à altura.

1 comment:

Clarisse said...

Quero ver o filme também! Na verdade eu li o livro em inglês e viajei nele. Fiquei vivendo no mundo de obis, gueixas, okiyas e shamisens.

Concordo contigo que se fosse possível unir busca a perfeição a emancipação seríamos nós, mulheres, imbatíveis. Acho que conheço algumas mulheres nesse caminho. Eu mesma tento seguir essa meta, mas confesso que muitas vezes não dá, Fernando.

Quando a dona Reclamona baixa na gente, quando a auto-estima tá no chão ou simplesmente a TPM chega, não dá.