Friday, October 09, 2009

Nobel da desesperança


Barack Hussein Obama ganhou o Prêmio Nobel da Paz. É provavelmente a primeira vez na história (e Obama adora ser o primeiro da história em muitas coisas) que o prêmio é dado a alguém que ainda não fez nada.
Qual a paz de Obama? É a vitória do relativismo. É saber que no futuro o fundamentalismo islâmico será visto como "diversidade cultural". E ver a América renunciar a seu arsenal nuclear para abrir espaço ao regime de Putin e aos chineses. E essa paz vai custar bem caro ao mundo.
A esperança é que enquanto Obama discursa feito pavão para virar um queridinho aos olhos dos genocidas da ONU, os americanos estão finalmente percebendo onde foram amarrar seu burro. Seu presidente é um estadista que enfraquece o país no cenário mundial e ao mesmo tempo aumenta o controle sobre a vida dos seus próprios cidadãos.
Cerca de dois milhões de americanos foram às ruas em Washington protestar contra Obama, fato ignorado não só pela mídia brasileira mas pela própria mídia americana, que foi quem criou o mito.
Cria corvos e te devorarão os olhos.

1 comment:

Bípede Falante said...

Excelente texto!