Sunday, February 10, 2008

Consciência negra


Churrascaria, free-shop, materiais de construção, açougue, academia de ginástica, padaria, camelô, hotel cinco estrelas e mais 45 milhões sacados na boca do caixa, sem deixar rastro. Ter um cartão-mamata do governo federal realmente é priceless.
Você também está se sentindo um otário?
Você também não queria ter um cartãozinho mágico para pagar todas as suas despesas emergenciais?
Vai que você está andando na rua e de repente aparece uma emergência, é o aniversário do seu cunhado e ele tá duro. Opa, olha o cartãozinho, vai rolar a festa, o povo do gueto mandou avisar, é emergência, é emergência!
Peraí, ninguém tinha me falado desse portal da transparência, quem inventou isso?
A lambança com o cartão corporativo não é só mais um deslize de aloprados. É um sintoma da doença chamada petismo que tomou conta do poder no Brasil. Essa doença que justifica qualquer crime porque eles supostamente estão ali pelo bem do povo. Essa doença que dá uma vontade incontrolável de aproveitar a mamata enquanto puderem, enquanto estiverem no poder. É o fundo do poço da canalhice moral. E aí quando a lambança começa a aparecer nas páginas dos jornais o manual do gabinete de crise petralha indica os seguintes 5 passos:
1. Vamos escolher qual companheiro mané será sacrificado dessa vez, ah manda a negona embora, ela não faz nada mesmo;
2. Eles ainda estão pegando no pé, vamos proibir a divulgação disso e dizer que é pela segurança nacional;
3. Vamos falar que os tucanos fazem a mesma coisa, mesmo se é mentira;
4. Pede uma CPI aí com orégano e borda recheada;
5. Arrumem outro escândalo aí pro pessoal esquecer esse.
E a consciência companheiro, como anda?

2 comments:

Ricardo Rayol said...

E jura que tu quer voltar pra essa zona?

Fernando Sampaio said...

Pior que sim, mas eu ainda vou escrever explicando porquê...